Caso Ruan: Adolescente diz que morte foi provocada por queda de arvore

 Reviravolta no caso do garoto Ruan Henrique Oliveira Santos, de 8 anos, encontrado morto na semana passada. A principio, segundo relato de um adolescente de 13 anos, Ruan morreu após ter sido sequestrado por dois homens com facão para dentro do mangue do Bairro Soledade.
 No entanto a delegada geral da polícia civil,  Katarina Feitosa, informou que por medo de ser castigado pela família o menino de 13 anos confessou que inventou a estória. Na verdade a delegada disse que Ruan morreu em razão de um acidente durante uma brincadeira.
 “Os dois garotos estavam brincando na região do mangue e foram pegar uma pipa que estava presa numa árvore. O adolescente tentou subir, mas o Ruan por ser menor e mais ágil conseguiu chegar primeiro na pipa. Nesse momento o adolescente balançou a arvore para atrapalhar que Ruan pegasse o brinquedo, mas ele desequilibrou e acabou caindo e desmaiado. Assustado o  adolescente saiu correndo pensando que o garotinho estava morto e inventou o sequestro por medo de sofrer represálias da família”, disse a delegada.
 Segundo ainda Katarina o menino de  13 anos falou a verdade após um trabalho que contou com  apoio de psicólogos, psicopedagogos e acompanhamento do pai. A delegada disse que o adolescente vem de um histórico familiar conturbado. Há cerca de um mês ele não tinha registro civil, nunca frequentou escola e não sabe ler, vindo a sofrer bullying na rua onde mora. Só há um ano passou a conviver com o pai biológico.
 Outro fato divulgado pela delegada é que possivelmente o corpo não foi encontrado com vida, pois o IML constatou que o corpo estava já chegou ao hospital com rigidez, e que a possível causa foi o aumento do edema provocado pela queda. Além disso, o Ruan não foi encontrado do outro lado da Soledade, no conjunto Bugio, mas do mesmo lado onde estavam brincando.  O inquérito será concluído após o fechamento de alguns detalhes e encaminhado para o Ministério Público que afirmará se houve ato infracional ou não por parte do adolescente.
 A Secretaria de Segurança Pública  concederá coletiva a imprensa  na próxima segunda-feira (22), a partir das 8h, na sede do órgão para explicar mais detalhes do caso.

Nenhum comentário

Football