OPINIÃO - Reflexões sobre a eleição para deputado estadual em Tobias Barreto

 Com o resultado da eleição estadual, eis que a cidade de Tobias Barreto recebeu com alegria a vitória dos dois políticos principais oponentes que realmente contavam como sérios postulantes:  Dilson de Agripino e Diná Almeida. O primeiro, ex-prefeito e atual líder da oposição local. A segunda, esposa do atual prefeito Diógenes Almeida e, por conseguinte, situacionista.
 Pelo caráter plebiscitário da eleição (uma eleição dentro da eleição na cidade), Dilson de Agripino até pode se considerar vitorioso por ter tido uma votação com mais de 4,2 mil votos de vantagem sobre a candidatura de Diná Almeida e, pelos dados disponíveis, já estaria eleito apenas com a votação obtida em Tobias Barreto, contrariando as previsões dos “entendidos” da cidade.
 Já Valdiná - este é o nome dela - ganhou de Dilson na totalização por mais de dois mil votos de frente - ela obteve 20.168 votos e ele, 18.038. Um fenômeno, pois, só num sistema eleitoral capenga, anacrônico e dado ao mercantilismo eleitoreiro é possível caber tal tipo de situação onde todos bicam do eleitorado de uma cidade, mesmo não tendo nada a ver com sua comunidade.
LEIA MAIS: JLPOLITICA

Nenhum comentário

Football