Trump diz que vai trabalhar com Bolsonaro nas áreas do comércio e das Forças Armadas

 O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta segunda-feira (29) que vai trabalhar com o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, nas áreas do comércio e das Forças Armadas. Candidato do PSL derrotou Fernando Haddad (PT) no segundo turno, com 55% dos votos.
 No domingo, Bolsonaro já tinha afirmado que Trump lhe desejou boa sorte por telefone. "Acabei de receber ligação de alguns líderes. Entre eles, o presidente dos Estados Unidos acabou de ligar, nos desejou boa sorte, e obviamente foi um contato bastante amigável", disse o presidente recém-eleito, em uma transmissão ao vivo feito via rede social.
 No Twitter, Bolsonaro afirmou que manifestou o "desejo de aproximar ainda mais estas duas grandes nações" para avançar "no caminho da liberdade e da prosperidade!".
 Após a confirmação da vitória de Bolsonaro, vários líderes e governos estrangeiros se manifestaram e o presidente recém-eleito voltou a afirmar que tem a intenção de se "aproximar de vários países do mundo sem o viés ideológico".
 "Por isso, a necessidade de termos um bom ministro das Relações Exteriores que converse com o mundo todo pensando então num projeto de Brasil fazer comércio, logicamente sem prejudicar nosso empresário, nosso industrial aqui no Brasil, buscando parcerias com esses países de modo que nossa economia comece a andar", declarou o presidente eleito.
 A vitória de Bolsonaro interrompe um ciclo de vitórias do PT, iniciada em 2002. Aos 63 anos, capitão reformado do Exército, deputado federal desde 1991 e dono de uma extensa lista de declarações polêmicas, Jair Bolsonaro obteve o mandato para a presidência de 2019 a 2022.



Nenhum comentário

Football