Vamos acabar com coitadismo de nordestino, de gay, de negro e de mulher, diz Bolsonaro

 Líder nas pesquisas de intenção de voto na disputa presidencial, o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) disse nesta terça-feira 23, que é preciso acabar com o "coitadismo" de negros, mulheres, homossexuais e nordestinos. Bolsonaro disse que "não há a menor dúvida" de que as políticas afirmativas "reforçam preconceitos" e classificou as cotas raciais como um equívoco.
 Em entrevista à TV Cidade Verde, afiliada do SBT no Piauí, exibida hoje, o candidato disse concordar com a ideia de que para combater o racismo é preciso não tocar no assunto, ao ser questionado sobre suas propostas para combater esse tipo de crime. Em seguida, falou que quando era criança não havia bullying. "O gordinho dava porrada em todo mundo.



Nenhum comentário

Football