Prefeito de Tobias Barreto ignora recomendação do Ministério Público e nomeia seu próprio filho como secretário de administração

 Foi publicado no diário oficial do município de Tobias Barreto na manhã desta sexta-feira 09, o decreto de nomeação de Diógenes José de Oliveira Junior, para o cargo de secretário municipal de Administração. Nomeando o próprio filho, o prefeito Diógenes Almeida não levou em consideração a recomendação do Ministério Público, que recomenda ao gestor a exoneração de parentes em cargos públicos sendo concursados ou contratados.
 Recomendação:  O Ministério Público de Sergipe, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Tobias Barreto, expediu recomendação ao prefeito do referido município, para que exonere todos os ocupantes de cargos comissionados, função de confiança ou função gratificada, que detenham relação de parentesco consanguíneo, em linha reta ou colateral, ou por afinidade até o terceiro grau com o próprio prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, procurador-geral do município, chefe de Gabinete e vereadores. Segundo a Promotoria de Justiça, informações já coletadas apontam para a prática de nepotismo no município.
 Vale salientar que o prefeito Diógenes Almeida já havia nomeado sua própria esposa ao cargo de secretária de assistência social, a mesma foi exonerada para disputar o cargo de deputada estadual. Desta forma o senhor prefeito está administrando a prefeitura como se fosse uma empresa de sua propriedade.
 Outro caso de nepotismo é a nomeação de Allan Vinicios Santos, que antes era secretário de esportes e agora passa a ser secretários de obras, Allan é sobrinho do vereador Careca. O que configura perante a lei a pratica de nepotismo.


Nenhum comentário

Football