Polícia desarticula grupo responsável por assaltos em sete municípios de Sergipe

 Uma quadrilha que agia na zona rural de Sergipe foi desarticulada pela Polícia Civil. Foram presos quatro homens suspeitos de cometerem assaltos em propriedades rurais nos municípios de Cumbe, Feira Nova e Nossa Senhora das Dores, além de outras regiões do Sertão e Leste do estado.
 Foram identificados Álvaro Pereira da Silva Melo, Antônio José Feitosa, Gleydson Vieira Bezerra e João Bosco Quintela Vieira Júnior, segundo a polícia, criminosos considerados perigosos e que agiam armados, de forma violenta contra as vítimas, provocando terror durante o crime.
 Segundo o delegado Marcos Garcia, da Delegacia Regional de Nossa Senhora das Dores, um telefone celular de um dos suspeitos foi a “chave” para a identificação e localização da quadrilha. O aparelho havia sido derrubado e esquecido em uma das ações criminosas praticadas por eles.  
 “Nós passamos a monitorá-los e na quinta e sexta [25], com o apoio da Coordenadoria Operacional de Recursos Especiais e da Coordenadoria de Policia Civil do Interior, deflagramos a prisão dos quatro componentes”, afirmou o delegado em coletiva de imprensa.
 Ainda de acordo com a polícia, dois dos suspeitos presos são acusados da mesma prática de roubo a propriedades rurais também na região de Telha, Cedro de São João, Estância e Propriá. “Durante as diligências encontramos alguns documentos de vítimas e puxamos os Boletins de Ocorrência. Constatamos que eles agiam também nessas regiões”, disse Garcia.
 A quadrilha foi presa antes de agir em outro município - em Nossa Senhora da Glória. “A gente precisava montar uma operação de modo a capturá-los, a área era muito grande, então acionamos o nosso tático para fazer a prisão. Monitoramos os criminosos em Dores e tivemos informação de que eles atuariam também em Glória. Ninguém reagiu”, ressaltou o diretor do Core, Ricardo Porto.
 Com eles, a Polícia apreendeu duas armas de fogo, sendo uma espingarda e um revólver calibre 38. A ação contou com o apoio das equipes da Coordenadoria da Polícia Civil do Interior (Copci), Coordenadoria de Operações de Recursos Especiais (Core) e Divisão de Inteligência da Polícia Civil (Dipol).   

*Com informações da SSP/SE

Nenhum comentário

Football