Policial civil é preso e afastado após brigar com comandante em Aracaju

 Uma briga envolvendo um policial civil e um comandante dentro de uma unidade policial, em Aracaju (SE), causou um grande alvoroço na tarde desta segunda-feira (28). O agente policial teria ameaçado o comandante da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), danificado o patrimônio da unidade e feito disparos de arma de fogo para cima.
 Segundo apurado informações agente teria surtado após receber comunicado via ofício de que seria transferido para outra unidade. O policial é tido como problemático, indisciplinado e desobedecia às ordens do chefe hierárquico, o diretor do Core, Ricardo Porto, que levou o caso à Delegacia Geral da Polícia Civil pedindo a transferência dele da Coordenadoria localizada no conjunto Orlando Dantas, zona sul da capital. 
 Revoltado, o agente quebrou a porta de uma das salas da unidade, bateu na mesa e, em posse da sua arma de fogo, atirou para cima. Não houve disparo contra outro policial e ninguém ficou ferido.
 A Secretaria de Segurança Pública disse em nota que outros policiais contiveram o agente, preso em flagrante. Segundo a corregedora-geral da PC, Érika Farias, ela e a delegada Teonice Alexandre se dirigiram à Coordenadoria após atender ao chamado da diretoria.
 Antes de ser detido, ainda no local, o agente teve um mal súbito e foi encaminhado à Urgência de um hospital particular, na zona sul da capital. Após oitiva de testemunhas, o policial foi detido em flagrante, na noite de ontem, pelos crimes de dano qualificado, ameaça e disparo de arma de fogo.
 A audiência de custódia já foi marcada pelo Tribunal de Justiça para as 14h desta terça (29). A Coordenadoria de Comunicação da Polícia Civil diz ainda que o agente foi afastado das funções e teve a arma, carteira e distintivos apreendidos. O policial foi também encaminhado para avaliação psicológica no Centro Integrado de Apoio Psicossocial da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (CIAPs).

f5


Nenhum comentário

Football