Refugiados venezuelanos desembarcam em Aracaju com a esperança de emprego

 Um grupo de 35 imigrantes venezuelanos que deixou o país de origem por causa da crise econômica e a falta de alimentos desembarcou em Aracaju nesta quarta-feira (9). Os imigrantes chegaram à capital sergipana em um voo da Força Aérea Brasileira (FAB).
 Por volta das 15h, a aeronave pousou no Aeroporto Internacional Santa Maria, na Zona sul da capital. O deslocamento de venezuelanos de Roraima para outros estados brasileiros faz parte do processo de interiorização dos imigrantes, que é realizado pelo Governo Federal e a Organização das Nações Unidas (ONU). Essa é a primeira vez que o estado recebe um grupo de imigrantes.
 A iniciativa visa ajudar venezuelanos a procurar novas oportunidades em outras localidades do Brasil. Todos os imigrantes que aceitam participar da interiorização passam por exame de saúde, são imunizados, levados à cidade de destino e acompanhados em abrigos.
 Em Aracaju, os imigrantes foram recepcionados por uma equipe da Cáritas Brasileira, que tem como presidente o Arcebispo de Aracaju, Dom João José Costa. Segundo a Cáritas, 25 imigrantes ficarão em Aracaju e dez irão ser acolhidos pela Diocese de Propriá.
 “É um momento difícil para os nossos irmãos venezuelanos e nossa Igreja, através da Cáritas, está estendendo a mão para essas pessoas, em um gesto de solidariedade”, afirma o Arcebispo Dom João Costa.
 A Arquidiocese de Aracaju já tem disponíveis dois apartamentos e duas casas que estão em fase final de arrumação para receber os venezuelanos. As pessoas que queiram colaborar com a doação de alguns utensílios domésticos que faltam, e também alimentos, podem ligar para a Cúria Metropolitana pelo (79) 3216.3000, falar com Tânia.
 Desde 2015 Roraima recebe um número crescente de venezuelanos que fogem da crise econômica e política vivida no regime do presidente Nicolás Maduro.




Nenhum comentário

Football