Copa do Brasil: Itabaiana é goleado pelo Paraná e é eliminado

 O futebol sergipano segue firme em sua sina de saco de pancadas na Copa do Brasil. Na noite da última quarta-feira, 6, pela primeira fase da competição, o Itabaiana foi goleado pelo Paraná-PR por 5 a 2 no estádio Lourival Baptista e deu adeus à competição. Pelas novas regras, o Tricolor da Serra precisaria da vitória para passar de fase – e o Paraná, superior no ranking nacional, detinha a vantagem do empate. O próximo adversário do Paraná sairá do jogo entre Americano-RJ e Londrina-PR.
O jogo
 Não deu tempo nem de respirar. Já nos primeiros minutos era possível perceber a diferença entre o toque de bola consciente do Paraná e o jogo nervoso do Itabaiana. Até que, aos 9, Alesson aproveitou um rebote do goleiro Jeferson na área e chutou de chapa no canto direito para abrir o marcador: Paraná 1 a 0. O gol assustou o Itabaiana, mas em nenhum momento o inspirou. E então o Tricolor tomou mais.
 Aos 29, após cruzamento da esquerda, Jeferson desviou a bola, mas não evitou que ela chegasse aos pés de Jenysson no segundo pau: Paraná 2 a 0. Quando o time sergipano ainda se recuperava do baque, o Paraná avançou em um contra-ataque e Jeferson fez pênalti em Kesley. Na cobrança, Igor Leite bateu rasteiro no canto direito e ampliou: 3 a 0.
 Na segunda etapa, o Itabaiana entrou consciente de sua corrida contra o relógio. E logo aos 2 minutos, após arrancar pela direita, Ramon foi derrubado na área: pênalti. Na cobrança, Louback, que havia abacado de entrar, colocou a redonda nas redes: 3 a 1. Com o gol, o Tricolor foi pra cima, mas sequer conseguiu chutar a gol. O panorama da partida fez o Paraná relaxar – algo que no futebol raramente dá certo. E então, aos 20, o Itabaiana fez o segundo gol. Após cobrança de falta pela direita, Silvio cabeceou no primeiro pau, a bola resvalou no zagueiro Rodolfo e enganou o goleiro Tiago: 3 a 2.
 A possibilidade do terceiro gol fez o Itabaiana ir pra cima com tudo. O problema é que isso deixava o time ainda mais vulnerável aos contra-ataques do visitante – que se mostraram mortais. E foi exatamente em um contragolpe rápido que, aos 26, o Paraná destruiu a esperança tricolor: após disparar pela esquerda, Guilherme cruzou rasteiro e Jenysson, no segundo pau, só fez tocar pra dentro: 4 a 2. Quando parecia que o placar estava definido, Itaqui aproveitou uma sobra da entrada da área aos 37 e mandou um torpedo que só parou no fundo das redes: 5 a 2. E nada mais alterou o placar até o apito final.

FICHA TÉCNICA
Itabaiana 2 x 5 Paraná-PR
Gols: Alesson [9’ 1t], Jenysson [29’ 1t], Igor Leite [31’ 1t], Louback [2’ 2t], Rodolfo-contra [20’ 2t], Jenysson [26’ 2t], Itaqui [37’ 2t]

ITABAIANA
Jeferson, Ramon, João Pedro, Hugo, Jonas, Pablo (Lagamar), Fabiano, Gaúcho, Mateus (Silvio), Branco (Louback), Paulinho Macaíba

PARANÁ
Tiago Reis, Éder, Rodolfo, Fernando Timbó, Luís Otávio (Itaqui), Guilherme Santos, Kesley (Maxsuel), Fernando Neto, Jenysson, Igor Leite (Caio Rangel), Alesson
Cartões amarelos: Pablo, Fabiano, Gaúcho, Mateus, Luís Otávio, Alisson
Público pagante: 523
Público total: 740
Renda: R$ 14.300

Por Igor Matheus

Nenhum comentário

Football