Em levantamento recente da Secretaria de Estado da Justiça (Sejuc), foi identificado que 376 detentos sergipanos, entre condenados e provisórios, possuem doenças graves ou estão em estado terminal. Os casos variam entre Aids/HIV; tuberculose; hanseníase; tuberculose; doenças renais; asma; diabetes; hipertensão e incluem pessoas com deficiência. O levantamento foi feito também em decorrência do decreto presidencial publicado no Diário Oficial nesta semana, autorizando o indulto de parte dos presos com doença grave. Presos que cometeram crimes graves não são abrangidos pelo decreto. Outras restrições estão previstas. Veja o decreto aqui.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano