Indulto humanitário assinado por Bolsonaro pode beneficiar até 400 presos doentes em Sergipe

 Em levantamento recente da Secretaria de Estado da Justiça (Sejuc), foi identificado que 376 detentos sergipanos, entre condenados e provisórios, possuem doenças graves ou estão em estado terminal. Os casos variam entre Aids/HIV; tuberculose; hanseníase; tuberculose; doenças renais; asma; diabetes; hipertensão e incluem pessoas com deficiência. O levantamento foi feito também em decorrência do decreto presidencial publicado no Diário Oficial nesta semana, autorizando o indulto de parte dos presos com doença grave. Presos que cometeram crimes graves não são abrangidos pelo decreto. Outras restrições estão previstas. Veja o decreto aqui.


Nenhum comentário

Football