Boneca Momo aparece em vídeos infantis e incita o suicídio

 O Ministério Público da Bahia (MP-BA) quer que Google, Youtube e WhatsApp removam todos os conteúdos que exibam imagens da ‘Momo’ de suas redes sociais. A notificação vem após relatos de vídeos infantis exibirem a imagem com indução a golpes, roubos e até suicídio.
 Há relatos da aparição da boneca macabra no meio de vídeos em que crianças fazem slime ou em episódios de desenho e até em clipes de músicas infantis. Tudo isso no Youtube Kids, uma plataforma criada exclusivamente para os pequenos.
 Por meio da assessoria de imprensa, o Google disse que, “apesar dos relatos da imprensa sobre esse desafio, não tivemos links recentes sinalizados ou compartilhados conosco do YouTube que violem nossas diretrizes da comunidade”.
 O YouTube Brasil disse que a Momo não foi encontrada. “Qualquer conteúdo que promova atos nocivos ou perigos é proibido no YouTube. Se encontrar algo parecido, denuncie”, orienta.
Desafio Momo
 No ano passado, surgiu o Desafio Momo pelas rede sociais. Nas plataformas, o jogo desafiava os usuários a entrarem em contato com a entidade. À época, policiais argentinos acreditavam que o jogo poderia ter influenciado uma garota de 12 anos a cometer suicídio.
 Psicólogos pedem para os pais ficarem atentos a alguns sinais dos filhos, como isolamento, mudança de comportamento e tristeza, além de sempre conversarem com eles de maneira clara e objetiva.

*Com informações do Metrópoles e Estado de Minas

Nenhum comentário

Football