Chegança de Maruim realiza primeira apresentação

 No 19 de março, dia de São José, aconteceu a primeira apresentação do grupo folclórico Chegança São José de Maruim. A apresentação aconteceu durante a celebração da festa do padroeiro do bairro que leva o mesmo nome do santo, no município do Vale do Cotinguiba. A ação coordenada pela Prefeitura de Maruim, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, é um resgate de um grupo que estava inativo há quase trinta anos.
 Cerca de trinta integrantes caracterizados pelos personagens da tradicional Chegança percorreram algumas ruas do bairro São José. Em Seguida, finalizaram a apresentação na igreja, que leva o mesmo nome do padroeiro do bairro. Os brincantes estavam com roupas e instrumentos doados pelo Poder Executivo Municipal.
 Segundo o secretário municipal de Cultura e Turismo, Gilton Rezende, o processo de resgate foi iniciado no ano passado. “Em julho do ano passado, nos reunimos na residência de um antigo brincante, o Sr. Edson Pereira de Azevedo (Vevé), de 68 anos, quando na oportunidade o prefeito Jeferson Santana e o colega secretário de Administração, Pedro Henrique Coutinho, apresentaram a intenção de criar e a apoiar o grupo folclórico. Naquela oportunidade apenas sete integrantes participaram da reunião. Após este encontro, os ensaios foram iniciados e continuaram regularmente todas as quartas-feiras e sábados. Através da Prefeitura de Maruim doamos pandeiros e colocamos um espaço público para a realização dos ensaios. O último passo era a aquisição do uniforme e instrumentos utilizados na caracterização dos personagens, que conseguimos viabilizar nesta semana”, informou o secretário.
 O Sr. Antônio Idalino de Jesus, de 78 anos, não escondeu a alegria em participar de um movimento tão importante para a cultura popular do município. “Pratico a chegança desde os 15 anos de idade e após alguns anos com o grupo parado tenho uma alegria imensa em participar deste resgate. Juro quem nem imaginava a volta do grupo nestes tempos modernos”, disse o senhor Idalino.
 O prefeito Jeferson Santana acompanhou a manifestação e ressaltou a importância para outras gerações. “Fico feliz em ver um grupo antigo ser renovado com jovens e crianças, que se juntam a idosos no intuito de manter vivo o folclore municipal. Meu saudoso tio, o ex-prefeito João Vieira deve ficar muito feliz lá no céu, pois iniciamos o resgate de um dos mais tradicionais grupos folclóricos do município de Maruim, que era bastante apoiado por ele na década de oitenta”, destacou o prefeito.
A Chegança
 A Chegança é uma dança popular praticada na Região Nordeste do Brasil, que representa a luta entre cristãos e os mouros na península ibérica e parte da França. As apresentações sempre acontecem na porta das igrejas com uma embarcação de madeira. Os brincantes se apresentam trajados como marujos, com vestes nas cores azul e branco, e atuam como se fossem tripulantes de uma embarcação em viagem. O padre, o rei e os Mouros, que também são personagens do grupo, utilizam vestes com outras tonalidades.

 Além do pandeiro, seu principal instrumento, os brincantes da Chegança também utilizam o apito e espadas para encenação. A dança da Chegança, que tem como forte o samba, foi popularizada no Brasil no início do Século XIX.


Por Keizer Santos / Ascom Prefeitura de Maruim
Fotos: Weslem Rosa / Ascom Prefeitura de Maruim

Nenhum comentário

Football