Homem acusado de matar chefes do PCC é preso pela PF em Aracaju

 A Polícia Federal prendeu neste domingo (7), em Aracaju (SE), um homem apontado nas investigações do Grupo de Atuação de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) como um dos autores dos assassinatos de Gegê do Mangue (Rogério Jeremias de Simone) e Paca (Fabiano Alves de Souza), chefes do PCC, executados ano passado, em Aquiraz, município da Região Metropolitana de Fortaleza (CE).
 A informação foi confirmada pela Superintendência da PF de Sergipe, que realizou a operação em conjunto com a Superintendência do Ceará. Carlenilto Pereira Malta, 39 anos, foi detido em um apartamento de luxo no bairro Garcia, zona sul da capital sergipana. Durante o cumprimento das ordens judicias também foram apreendidos celulares, joias, um veículo blindado e cds.
 As investigações apontam que Carlenilto seria uma das lideranças da quadrilha no Ceará, ligado à cúpula do PCC em São Paulo. Gegê do Mangue e Paca foram assassinados no dia 15 de fevereiro do ano passado por ordem de uma ala da quadrilha que estaria descontente com a vida nababesca que os dois levavam fora dos presídios.
 Gegê do Mangue e Paca eram considerados os números 1 e 2 da facção. Segundo investigações do MP paulista, as execuções aconteceram porque eles teriam roubado o próprio PCC, em ações de exportação de drogas.
 Antes de fugir do Ceará, Carlenilto era morador de um condomínio de classe média alta no bairro Edson Queiroz, em Fortaleza. Segundo investigação do Gaeco e da Draco, ele vivia livremente no Ceará. Além de ter sido denunciado pelo Ministério Público pelo duplo homicídio, ele responde por receptação em São Paulo.

Nenhum comentário

Football