Jacaré é retirado de lago na Orla da Atalaia após uma semana

 Terminou nesta sexta-feira (28) a saga do jacaré que estava nos lagos da orla de Atalaia, zona sul de Aracaju. A captura do animal foi realizada por equipes do Corpo de Bombeiros e da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) por volta das 11h.
 Na última sexta-feira (21), o animal da espécie papo-amarelo foi avistado solto pela primeira vez no lago pequeno que fica próximo ao Oceanário da Orla. Desde então, começou a ser monitorado e apesar de várias armadilhas ainda não tinha sido capturado. Uma semana depois, os técnicos ambientais conseguiram retirar o animal do lago com uma rede de pesca. Agora, o jacaré deverá ser levado para uma reserva ambiental. 
 O surgimento desse jacaré naquele espaço, porém, segundo o presidente da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), Gilvan Dias, pode ser proveniente da ação humana. O órgão ainda investiga de que forma o animal apareceu na área dos lagos, já que o espaço não é um criadouro dessa espécie. Existe a suspeita de que alguém o tenha introduzido na região ainda pequeno de propósito. Se confirmado, o responsável deve sofrer sanções legais.
 "Uma vez a pessoa sendo identificada, se é que realmente isso ocorreu, poderá sofrer sanções administrativas e criminais, pois não tem autorização do manejo do animal e nem tampouco a expertise. Essa ação põe o animal em risco e mais ainda a população, tendo em vista que um animal tão agressivo quanto um jacaré está em convívio com pessoas, o que não é aceitável. Ele é um animal silvestre, dificilmente será domesticado, ou seja, não tem convívio natural com o ser humano", explica Gilvan Dias. 
 Há algum tempo, aparições desse réptil em espaços urbanos têm assustado moradores da capital sergipana que vivem em áreas de manguezal, praias e lagos, como nas zonas de expansão.
 De acordo com Gilvan Dias, as chuvas aumentam a incidência de jacarés e outros répteis em áreas próximas a lagos e rios, além disso, é normal que neste período apareçam principalmente nas áreas de expansão, tendo em vista a sobreposição dos empreendimentos imobiliários com seus habitats nessas regiões.

Nenhum comentário

Football