Polícia Civil prende responsáveis por comércio clandestino de botijões de gás em Tobias Barreto

 A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Tobias Barreto, prendeu nesta quarta-feira, 12, sete pessoas suspeitas de realizarem comércio ilegal de gás tipo GLP, conhecido como gás de cozinha, em áreas periféricas e no centro do município.
Foram fiscalizados diversos estabelecimentos comercias suspeitos de realizarem o comércio clandestino de gás. “Foi constatado que havia diversos pontos espalhados na cidade de Tobias Barreto onde eram comercializados o botijão de gás sem a devida autorização da Agência Nacional de Petróleo”, explicou o delegado responsável pelas investigações, Fábio Alan Pimentel. 
 Entre as irregularidades, os policiais observaram nos estabelecimentos ausência de local adequado para armazenamento, falta de sistema de prevenção de incêndio e de extintores, ausência de muros de contenção, de alvará de funcionamento e de documentos da Agência  Nacional de Petróleo (ANP).
Ainda segundo as informações, centenas de botijões foram apreendidos em depósitos não autorizados. Em razão das várias irregularidades encontradas, sete pessoas foram presas por crimes contra ordem econômica, já que durante as investigações apurou-se que eles atuavam há mais de três anos no comércio clandestino de gás GLP e vendiam em média 15 a 30 botijões cada um por semana, tendo essa atividade clandestina como modo de vida. 
 As várias notícias de acidentes com explosão de botijões desse gás demonstram que o perigo é real, por isso é preciso ter vários cuidados e autorizações devidas que habilitem o estabelecimento a armazenar e manipular este produto”, concluiu o delegado.

Nenhum comentário

Football