Presídio Militar deve ser desocupado imediatamente, diz Crea

 O Conselho Regional de Engenharia (Crea) de Sergipe emitiu um parecer técnico sobre as instalações físicas do Presídio Militar (Presmil), em Aracaju. De acordo com o órgão, o prédio deve ser desocupado imediatamente em virtude de riscos de incêndio e à saúde de trabalhadores, internos e frequentadores.
 A vistoria foi realizada em maio e divulgada nesta terça-feira (18) pela Associação dos Militares do Estado de Sergipe (Amese), que solicitou a inspeção no ano passado. Nas instalações elétricas foram verificados improvisos com possibilidades de choques elétricos, além de risco de curtos circuitos que podem ocasionar incêndio no prédio.
 O laudo ainda aponta que "não foi constatada na edificação a existência de placa de rota de fuga, sinalização de saída de emergência, porta corta-fogo e descida de escadas". Também foram encontrados problemas nos extintores, alguns fora da validade.
 O laudo ainda informa que foram vistoriados pilares lajes e vigas, revestimentos e fachadas, instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, além de coberturas, esquadrias, equipamentos de combate a incêndios e acessibilidade.
 De acordo com a inspeção, a estrutura de concreto armado tem cerca de 20 anos. Foram encontradas rachaduras, trincas fissuradas e descolamento de peças cerâmicas. O Crea ainda informou não ter tido acesso aos projetos do prédio.
 A assessoria de comunicação da Polícia Militar de Sergipe disse que a corporação ainda não foi notificada acerca da inspeção.

Nenhum comentário

Football