Governo Pode Privatizar a Deso

 A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Agrese) lançou um edital de chamamento público para receber propostas de empresas e Pessoas Físicas interessadas em elaborar estudos de viabilidade técnica, econômica, financeira e jurídica da Deso. O objetivo desse estudo é subsidiar o Governo para eventuais adequações na Companhia de Saneamento de Sergipe.
 O prazo de inscrições é de 30 dias e “se surgirem interessados, em 120 dias, deverão apresentar os resultados”, explicou o diretor-presidente da Agrese, Hamilton Santana em entrevista ao Jornal da Fan nesta terça-feira, 2.
 Ele acrescentou que o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) lançado ontem propõe apresentar uma radiografia da Deso, “a eficiência da empresa, viabilidade, o passivo trabalhista e os gastos necessários para universalizar o saneamento e a distribuição da água”, detalhou.
 Hamilton Santana destacou que o PMI não demonstra interesse do Governo do Estado em privatizar a empresa. “O governador em momento algum falou em privatizar a Deso”, disse.
Avaliação de deputados – Mas para o deputado Gilmar Carvalho, a intenção é privatizar sim. O parlamentar disse ontem na Assembleia Legislativa que isso está claro. “O governo ao retomar essa possibilidade de busca de uma parceria está dizendo que se não conseguir irá buscar um jeito de patrocinar. Pois, afinal de contas, o governo Federal vem tentando estimular os governos estaduais  a promover imediatamente privatização  das companhias de saneamento. Isso é claro e é público”, disse.
 O deputado Georgeo Passos (Cidadania) também entende dessa forma: ““O roteiro é simples: quando o estudo for feito, será apontada a necessidade de investimentos na Deso. O Estado dirá que não tem recursos para tal e então indicará que a solução será a privatização da empresa ou uma Parceria Público Privada (PPP). Por isso, precisamos ficar atentos, pois, se nada for feito, Belivaldo tomará uma decisão que contraria os interesses dos sergipanos”, assegurou o deputado.

*Com informações Agência Alese


Nenhum comentário

Football