Mais um ataque criminoso da facção MST por pouco não termina em tragédia na Bahia

 Equipes de Vigilância Patrimonial foram atacadas por homens, na manhã de terça-feira (2), após o processo de reintegração de posse do terreno de uma empresa, na zona rural de Eunápolis, no sul da Bahia. Conforme a Polícia Civil, três vigilantes ficaram feridos e carros foram incendiados.
 Segundo informações da polícia, um grupo de moradores que ocupava a área até a quinta-feira (27) e deixou o local após uma ação de reintegração de posse voltou ao Sítio Esperança, que pertence a uma empresa produtora de celulose, na manhã de terça, com pedras e pedaços de madeiras.
 De acordo com a Polícia Civil, três vigilantes da prestadora de serviço para a empresa de celulose ficaram feridos após serem atingidos por pedras e pedaços de madeiras. Segundo a Veracel, responsável pelo terreno, eles foram medicados e já receberam alta médica.
 Outros três funcionários de outra empresa terceirizada foram mantidos em cárcere privado, mas foram libertados pelos vigilantes.
 Em nota, a Veracel Celulose informou que os trabalhos na região foram suspensos até a Justiça resolver a situação dos moradores, para garantir a segurança dos colaboradores e funcionários.
 A Veracel esclarece que os colaboradores da GPS não utilizam armas e nem reagiram às agressões. Os invasores da área não se declaram associados a nenhum movimento social.Os vigilantes feridos foram encaminhados para o Hospital Regional, em Eunápolis, onde receberam atendimento e posteriormente liberados.

Nenhum comentário

Football