O comerciante Lucas Santos Paes, 23, que estava desaparecido desde a noite de ontem (10) quando foi levado como refém por criminosos, foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (11) nas imediações do acesso ao povoado Oiteiros, na cidade de Maruim. A vítima estava com ferimentos, possivelmente de arma de fogo, na cabeça. Equipes da Polícia Militar e da Criminalística estiveram realizando levantamentos na localidade e depois o corpo foi removido para ser necropsiado no Instituto Médico Legal (IML), em Aracaju.
 De acordo com a mãe da vítima, Patrícia Félix, por volta das 18h30 de ontem, Lucas estava trabalhando no estabelecimento, onde comercializava água de coco, no conjunto Orlando Dantas, quando foi surpreendido por dois homens armados. A dupla anunciou o assalto e recolheu toda a renda e pertences da vítima e de um funcionário, além de um Celta de cor azul. Na fuga, a dupla trancou o funcionário no estabelecimento e levou o comerciante como refém.
 “Meu filho era trabalhador, não fazia mal a ninguém. Era um filho bom, obediente. Acordava todo dia 4h e só ia dormir depois das 10 h da noite enchendo garrafinha de água de coco”, lamentou Patrícia Félix, que chegou a postar um vídeo nas redes sociais pedindo ajuda para encontrar o comerciante.
Ela cobra providências e uma investigação célere, que leve a identificação e prisão dos criminosos. “Nós somos prisioneiros. Amanhã posso amanhecer morta do mesmo jeito”, desabafou Patrícia Félix.
 Um fato que chamou a atenção é que, segundo a mulher, há pouco mais de um mês o pai dela também foi alvo de uma ação criminosa em Nossa Senhora das Dores. A vítima teria sido assaltada e enquanto permaneceu como refém dos criminosos foi torturada e espancada.



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano