O empresário Carlito Ferreira de Jesus, mais conhecido como Galeguinho da  Roupa, é considerado foragido da Justiça. Na manhã desta sexta-feira (27),  policiais civis de Itabaiana, no Agreste sergipano, sob a coordenação do delegado Hilton Duarte, realizaram uma operação para cumprir o mandado de prisão preventiva expedido na última quarta-feira (25) contra Carlito, mas ele não foi encontrado.
  A prisão foi decretada depois da tentativa de homicídio praticada por Carlito na noite da segunda-feira (23). Segundo a polícia, ele efetuou vários disparos de arma de fogo contra o próprio irmão, Anderson Ferreira, dentro de um condomínio fechado na cidade serrana, e depois fugiu do local. Ninguém ficou ferido, Anderson escapou dos tiros e prestou queixa na delegacia do município.
 Durante depoimento, Anderson disse que vinha sofrendo ameaças do irmão e que Carlito ameaçou matar outras pessoas, entre elas o prefeito da cidade, Valmir de Francisquinho. Sabendo das ameaças, o prefeito de Itabaiana foi até a delegacia e também registrou um boletim de ocorrência contra Galeguinho da Roupa. 
 Em seu relato, Valmir falou sobre a perseguição e as várias ameaças feitas por Galeguinho, que sempre criticava a administração e fazia denúncias 'descabidas'. O prefeito disse também que, no dia do atentado contra Anderson, soube que Galeguinho andou dizendo que  "iria matar o próprio irmão, o cunhado e o prefeito e, em seguida, iria se matar". 
 A princípio o prefeito disse que não levou a sério, tendo em vista outras ameaças feitas pelo acusado. Mas que depois de saber que Galeguinho atirou no irmão e que no dia seguinte, pela manhã, foi visto rondando sua casa em uma Mercedes de cor branca, achou melhor procurar a polícia.



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem