A confusão foi grande nessa segunda-feira, 23, na Câmara Municipal de Poço Redondo (SE). A instalações internas ficaram parcialmente destruídas, móveis e documentos foram espalhados pelo chão.
 De acordo com informações de vereadores, a confusão começou depois que os parlamentares José Edson Pereira da Silva, o Cidinho de Bento, PSC, do povoado Sítios Novos, e Agnaldo Alfredo dos Santos, o Nenêm de Gregório, PSB, de Santa Rosa do Ermírio, discordaram em torno da votação do projeto de lei que propunha o orçamento da cidade para o exercício de 2020.
 Quem também se envolveu na confusão foi ex-vereador José Augusto Lima, o Gois, esposo da presidente da Câmara Maria de Gois. Apesar de não ter havido luta corporal, a destruição ficou por toda parte, já que um dos parlamentares envolvidos na confusão teria começado a depredar o prédio.
 Os dois vereadores envolvidos na confusão, fazem parte da bancada de oposição. A presidente da Câmara não falou sobre o assunto. Ela registou um Boletim de Ocorrência na delegacia da cidade.
Fan 1


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano