O Deputado Estadual Dilson de Agripino, que está em Brasília em missão oficial como Presidente da Frente Parlamentar dos Municípios Sergipanos para defender a não aprovação da PEC que extingue diversos municípios brasileiros, explicou no final da noite desta segunda-feira (2), em entrevista a jornalistas sergipanos, que o seu mandato é contrário a qualquer proposta de reforma da Previdência que venha a alterar os diretos já conquistados pelos sergipanos. Para ele, qualquer proposta neste sentido trará conseqüências terríveis para os mais pobres e trabalhadores, devido à ameaça direta e o impacto que eles sofrerão nos seus bolsos.
  “Qualquer proposta que seja apresentada neste sentido causará um impacto muito grande nas conquistas dos sergipanos. É preciso cautela e analisar a proposta do governo, antes de fazer qualquer consideração.”, comentou o Deputado.
Segundo Dilson, algumas matérias jornalísticas foram divulgadas mostrando o seu voto favorável à Reforma apresentada pelo Governo Estadual. Ele afirma que todas elas, falando que é a favor ou contra, são tendenciosas, tendo em vista que, segundo ele, a proposta sequer chegou a suas mãos.
 “É preciso ter um equilíbrio ao afirmar que determinado Deputado é favorável ou contra. Essas notícias que estão circulando, ao menos aquelas que me citam, são tendenciosas. Eu não fui procurado por nenhum destes jornalistas e se tivesse sido, falaria o que estou dizendo aqui: até o momento não tive acesso ao projeto, até agora não chegou nada em nosso gabinete.”, avaliou o Deputado.
 Dilson de Agripino disse ainda que é cedo para especular. Segundo ele, o governador Belivaldo tem amplo conhecimento das necessidades reais do Estado. Porém, afirma ainda que acredita que Belivaldo continuará honrando sua trajetória política e de vida pública, apresentando uma proposta que não venha a atrapalhar a vida dos trabalhadores e trabalhadoras sergipanas que contarão, e contam, com a previdência do Estado para sobreviver.
 “Conheço Belivaldo, estou acompanhando seu governo, e vejo nele um grande interesse em acertar. Neste sentido, não acredito que a proposta que chegará a nossas mãos na ALESE venha confrontar toda luta que tivemos para valorizar nossos servidores da ativa e aposentados desde o governo Marcelo Déda. Vou aguardar a proposta chegar a nossas mãos e assim que retornar de Brasília falarei sobre o assunto de forma mais ampla, inclusive discutindo sobre a proposta no plenário da ALESE, o local que devemos debater e defender o progresso do nosso povo.”, concluiu Dilson de Agripino.



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano