O presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, Luciano Bispo (MDB-SE) reagiu de forma indignada quando soube da formalização do pedido de expulsão do deputado estadual Francisco Gualberto, do PT – Partido dos Trabalhadores, feito pela Articulação de Esquerda,  uma das correntes do partido em Sergipe. “Gualberto é um homem de bem, honesto, e que sempre contribuiu para a construção do Partido, mesmo quando esse não exercia o Poder, nem no município de Aracaju, nem no Estado, e nem no Governo Federal. Ele merece o respeito de todos nós. Você pode até não concordar com algumas posições dele, mas querer desqualificar sua luta, ninguém tem esse direito”, afirmou.
 Luciano lembrou que foi Gualberto que durante os anos que Marcelo Déda foi governador do Estado, e fez grandes transformações para os sergipanos, Gualberto estava na linha de frente na defesa do projeto de governo do PT, enquanto os membros dessa corrente, chegaram a queimar um boneco do governador Déda, em praça pública, e criando as maiores dificuldades para o governo do PT pudesse fazer as transformações necessárias. “Essas pessoas precisam respeitar a história de Gualberto. Eu tenho é muito orgulho de estar convivendo com ele na Assembleia”.
 Para o presidente da Assembleia, uma das coisas que aqueles que pedem a expulsão de Gualberto deveriam fazer, era uma mea-culpa, por não ter votado nele, quando a chapa para a composição da Mesa Diretora da Assembleia foi eleita, tendo como vice-presidente, um deputado do PT. “Veja a diferença, nós respeitamos a posição do deputado do PT, Iran Barbosa, que não votou na nossa chapa, mesmo tendo o colega de partido na chapa, em nenhum momento nós fizemos qualquer crítica pelo voto contrário, e agora esse grupo pede a expulsão de Gualberto por que ele votou na reforma da previdência”, questionou Bispo. “Agora, o que esse pessoal não fala é que o grupo que está governando o Estado, também tem a participação do PT, afinal a vice-governadora é de qual partido”, lembra Bispo.
 Luciano Bispo finaliza reafirmando sua integral confiança e orgulho em ser aliado de Gualberto, revela que terá o maior prazer de assinar a ficha de filiação do deputado em seu partido, o MDB-SE e lembra que essas pessoas do PT não podem querer enganar o povo, dizendo que é contra a reforma da previdência, primeiro porque participa do governo, então tem que assumir o ônus e não querer ficar somente com os bônus, e depois que o PT quando esteve no governo, também fez reformas, seja na previdência com Lula,  ou em áreas que afetaram os servidores, com Déda, ao não pagar o reajuste do piso dos professores como eles queriam. “Ser governo é isso, tem que aceitar os remédios amargos, a gente faz isso com os nossos filhos, para que eles melhorem, e no Estado também é assim. Às vezes temos que tomar medidas amargas, para evitar o pior. O que esse pessoal do PT quer é que o Estado não consiga pagar os salários de nenhum servidores”, questionou e respondeu em seguida, “É preciso ter responsabilidade pra governar, querer ficar fazendo discurso para a galera é bonito, até pode render votos, mas governar é muito mais que isso, e foi assim que governaram Lula, Déda, Jackson Barreto e agora Belivaldo, governando agora, com responsabilidade, e a Assembleia Legislativa, em sua maioria deu sua contribuição aprovando a reforma, com o importante voto de Gualberto”, e faz um desafio, “se for pra expulsar Gualberto porque votou a favor da Reforma da Previdência, expulsem também Rui Costa, governador da Bahia e até mesmo o ex-presidente Lula, que também fez varias  reformas”,  concluiu o deputado.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano