A matéria do Estadão, Milícia nas Urnas, publicada nesse domingo, 25, traz um levantamento da atuação de milícias em diversos estados do Brasil e suas relações com as eleições. O fenômeno que era concentrado no Rio de Janeiro, começa a se espalhar por todo país.
 Segundo o Estadão, a situação é preocupante em seis estados, entre eles, Sergipe. “A situação é mais preocupante em locais com alto índice de violência, serviços públicos precários e corrupção policial. Em seis unidades da federação, Maranhão, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Sergipe, já foram encontradas relações de milicianos com políticos”, diz a matéria.
 Ainda segundo a matéria, a Polícia Federal monitora a ação de milícias e de facções criminosas no processo eleitoral e teria identificado riscos em 18 Estados. A informação teria sido confirmada em um mapa obtido com exclusividade pela reportagem.
 O foco é o financiamento ilegal de candidatos e partidos, candidaturas de criminosos e pessoas ligadas a eles. O Jornal da Fan solicitou posicionamento da Superintendência da Polícia Federal em Sergipe, para confirma a existência de investigações. A Polícia Civil respondeu que sob seu comando não têm investigações em andamento sobre este assunto.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano