Um comunicado do Comando Geral da Polícia Militar de Sergipe (PM/SE) causou rebuliço entre policiais militares lotados em diversos municípios sergipanos, principalmente os mais distantes da Capital.
 As informações dão conta de que, cumprindo a Instrução 01/2020 expedida pelo Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE), todos os flagrantes de crimes no Interior do Estado serão realizados na Central de Flagrantes de Aracaju.
 O informativo do Comando Geral diz ainda que as delegacias plantonistas do Interior apenas farão atendimento ao público e procedimentos que não envolvam pessoas custodiadas.
 De acordo com um policial militar, que prefere não ser identificado, mas que atua em um município distante da capital, o baixo efetivo não permite que a guarnição se ausente da cidade de atuação por um longo período.
 “Isso é impossível. Não tem efetivo para isso, sem contar o gasto de combustível e a retirada do policiamento da cidade e da área de atuação. Tem cidade com três PMs por dia. A imprensa tem que verificar essa informação e cobrar do comando da PM e do secretário a veracidade dessa informação. Estão alegando que seria por conta da audiência de custódia, tudo bem, mas quem deve fazer essa condução para o Fórum é a Polícia Judiciária e não a PM”, lamenta o policial.
 Imagine cidades como Monte alegre, Gararu, Nossa Senhora de Lourdes, Poço Redondo, Ilha das Flores, Japoatã, Nossa Senhora das Dores, Feira Nova e Aquidabã, que possuem efetivo muito abaixo do preconizado, além da distância da capital.
 “Ninguém vai querer prender e sair de Nossa Senhora da Glória para Aracaju. Vão fazer vista grossa. Que a Instrução seja cumprida, mas por quem é de direito. A PM é policiamento ostensivo, essa função é da Polícia Civil. Hoje, quem conduz são eles, porque eles são a polícia judiciária”, aponta o PM.
 Ele continua: “Peça à SSP, a escala do policiamento do Interior. Será possível observar que são dois policiais, no máximo. Nos batalhões, que tem um pouco mais e nas sedes de Companhias, uns dois policiais a mais”, finaliza o policial.
A SSP foi procurada e confirmou a informação. A delegada-Geral, Katarina Feitoza se manifestou sobre o assunto através de nota. Confira:
NOTA
 A Delegacia-Geral da Polícia Civil comunica que a partir desta sexta-feira, 24, os procedimentos de Autos de Prisão em Flagrante (APFs) serão feitos, exclusivamente, nos plantões da Central de Flagrantes e no Departamento de Atendimento aos Grupos Vulneráveis (DAGV), em Aracaju. A medida de urgência será aplicada em respeito a decisão do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe, contida na Instrução Nº 01/2020, publicada no Diário de Justiça, em 23 de janeiro de 2020, que implementou audiências de custódia em todo o Estado.
 A Instrução determina que todos os presos sejam apresentados na Central de Plantão Judiciário, em Aracaju, em até 24 horas. Assim, a medida adotada se torna necessária, tendo em vista que somente na capital sergipana existe estrutura necessária para que a Polícia Civil possa fazer a apresentação dos flagranteados ao Poder Judiciário.
Com isso, para que o serviço prestado à população não sofra solução de continuidade, a Delegacia-Geral comunica que os plantões da Central de Flagrantes e do Departamento de Atendimento aos Grupos Vulneráveis (DAGV) serão reforçados com as equipes das Delegacias Plantonistas de Lagarto e de Maruim.
 Assim, os serviços plantonistas oferecidos pela Polícia Civil em Lagarto e Maruim serão fechados a partir deste final de semana. As Delegacias Plantonistas de Itabaiana, Estância, Propriá e Nossa Senhora da Glória farão atendimento à população, registro de boletins de ocorrência e procedimentos de crimes de menor potencial ofensivo.
 Reforçando: todos os casos de prisão em flagrante serão feitos, exclusivamente, nas duas unidades plantonistas de Aracaju já mencionadas.
 Atenção: Os procedimentos de crimes de menor potencial ofensivo e de atendimento ao público das  unidades desativadas, Lagarto e Maruim, serão redistribuídos para Itabaiana e Aracaju, respectivamente.

Katarina Feitoza Lima Santana
Delegada-Geral da Polícia Civil

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano