O homem acusado de fraudar serviços do Departamento Estadual de Trânsito de Sergipe (Detran), identificado como Cristiano Luiz de Oliveira Monteiro, voltou a ser preso na manhã desta terça-feira (21) em Aracaju. Após ter ganho liberdade provisória, ele voltou a fraudar documentos e a clonar cartões de terceiros.
 Cristiano Luiz estava sob medida cautelar, fazia uso de tornozeleira eletrônica e todo mês tinha que comparecer a um Fórum de Aracaju, onde foi dada a nova ordem de prisão. "Foi constatado que ele passou a cooptar clientes novamente e a clonar cartões de terceiros, por isso foi representada sua prisão preventiva,deferida pelo judiciário", informou o delegado Everton Santos, responsável pelo inquérito.
 Ele havia sido preso no dia 4 de outubro passado, acusado de oferecer os serviços por até um terço do valor regulamentado. As denúncias que chegaram ao diretor do Detran, Abner Melo, informavam que pessoas estariam oferecendo serviços de emissão do Certificado de Registro do Licenciamento do Veículo (CRLV) e pagamento de multas com valores abaixo do correto. 
 Após tomar conhecimento das denúncias, o caso foi comunicado à 1º Delegacia Metropolitana com as primeiras informações e feitos alguns levantamentos para identificar os possíveis autores da fraude. O Detran não chegou a ser lesado em nada, mas as empresas de crédito que são credenciadas pelo órgão, sim, como é o caso da TKS (fiadora do Banco Banese que libera as transações), cujo prejuízo foi estimado em mais de R$ 600 mil.
 A estimativa feita pelo delegado Everton Santos, responsável pelo inquérito, é de que 451 pessoas fizeram uso dos meios ilícitos viabilizados por Cristiano Luiz. “Como o licenciamento é feito pela internet, ele comprava dados de pessoas do estado de São Paulo, que temos que identificar em uma nova fase da operação policial, e somente 40 dias depois é que o boleto chegava para as vítimas”, afirmou o delegado.
 Para não aumentar o prejuízo, o Detran agora só permite que a transação seja realizada com o titular presente.
 A polícia vai ouvir todos os envolvidos. “Temos os dados de todos os veículos que foram beneficiados com esses licenciamentos e eles serão suspensos e os donos dos veículos serão ouvidos. Sabemos que ele não agiu sozinho e é isso que queremos identificar”, destacou Everton Santos.




Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano