Na madrugada dessa sexta-feira (3), uma turista baiana teria agredido fisicamente e verbalmente um garçom e o gerente de um bar localizado na Passarela do Caranguejo, na Orla de Atalaia, em Aracaju (SE). A confusão começou depois que o garçom se recusou a fazer uma operação de crédito solicitada pela cliente.
 Após a recusa, começaram as agressões, de acordo com a vítima e testemunhas. A Polícia Militar foi acionada e presenciou a ofensa contra o gerente, que teria sido chamado de “sergipano de merda”. A turista foi levada à Central de Flagrantes para responder contra os crimes de injúria simples e vias de fato. 
 “Esse fato, inicialmente, não foi consignado no relatório dos policiais, mas ao ouvir todas as vítimas e testemunhas na Central de Flagrantes, foi dada voz de prisão a ela por injúria racial, devido a ela ter chamado o gerente de ‘sergipano de merda’”, disse o delegado responsável pela operação, Leógenes Corrêa.
 Durante todo o processo ela esteve acompanhada de um advogado. Pagou uma fiança de R$ 1 mil, por não ter antecedentes e ser réu primária. Agora responderá em liberdade pelos crimes de injúria racial, ameaça e vias de fato.

*Estagiária sob orientação do jornalista Will Rodriguez

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano