Do tatame às pistas de samba. Elas têm enredo, gingado e força. E não é difícil confundi-las, afinal, a simpatia é em dose dupla. As irmãs gêmeas Geiza Carla e Carla Gêiza foram nascidas e criadas em solo sergipano, mas, estão cada vez mais alçando voos distantes. Dessa vez, as gêmeas irão desfilar no carnaval do Rio de Janeiro representando a escola Acadêmicos do Vigário Geral, da Sapucaí, como musas. 
 Segundo Geiza Carla, ser confundida com a irmã nunca foi um problema. Pelo contrário, elas já chegaram a tirar proveito disso. “A minha irmã sempre foi muito tímida e já eu, o inverso dela. Então muitas vezes ela precisou ser a extrovertida e eu fiz isso por ela”, conta. 
 A ideia de desfilar em escola de samba no Rio de Janeiro partiu dela, que sempre teve o sonho, desde pequena. “Eu era uma daquelas crianças que olhava revistas de carnaval e achava as fantasias das musas muito lindas. Eu cresci com esse sonho, que antes parecia ser algo muito distante. Mas, consegui um contato da escola Mocidade Independente de Padre Miguel, e consegui desfilar pelo primeiro ano, num carro alegórico, apenas como composição”, revela Geiza.
 Foram três anos desfilando na Mocidade, até que recebeu o convite para ser musa da Renascer de Jacarepaguá e quando contou que tinha uma irmã gêmea, a ideia caiu como uma luva. “Eles adoraram e o convite veio em dose dupla”, conta.
 Apesar de Carla Gêiza, a irmã mais tímida, não ser muito apaixonada por carnaval de escola de samba, acabou sendo convencida por Geiza Carla. “No ano passado eu consegui levar ela, e o nosso samba no pé foi parar na Sapucaí. Foi um sucesso. O pessoal da arquibancada quando percebia que éramos gêmeas, gritavam, pediam fotos", relembra. 
 E não para por aí. Esse ano as gêmeas já receberam convites para ensaios fotográficos na cidade carioca e também parcerias. “Graças a Deus, tudo está dando muito certo. Estamos na dieta com Adelmo, nutrigigante, acompanhamento de treinos intensos com Ivan Physique e treinando muito samba no pé para que tudo saia perfeito na Sapucaí”, conta Geiza Carla.
 Além de sambar, elas também lutam jiu-jitsu há três anos e treinam Cross Fit. Já participaram de diversos campeonatos, conquistando medalhas e títulos, mas, precisaram interromper os treinos nos tatames para se dedicarem ao samba de corpo e alma.
Jornal de Sergipe 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano