Na tarde desta quinta-feira, 5, o presidente da Câmara Municipal de Lagarto, Eduardo de João Maratá, recebeu ordem de prisão dentro do Fórum Desembargador Epaminondas Silva de Andrade Lima. O motivo: desacato a autoridade.
 Segundo informações constantes no Termo de Ocorrência Policial, estava tendo uma audiência e o vereador figurava como uma das testemunhas. O policial teria pedido, obedecendo ordens do juiz, para que os depoentes de defesa e acusação fossem separados das vítimas.
 O parlamentar teria se desentendido com o policial e afirmou que no Fórum não tinha lugar marcado. Neste momento, foi dada a voz de prisão por desobediência e Eduardo conduzido à Delegacia Regional de Lagarto.



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano