O ex-presidiário Manoel Messias da Silva, 34, foi preso na cidade de Gararu horas depois de estrangular a companheira Mayra dos Santos, 35, em Porto da Folha. O feminicídio aconteceu no início da tarde desta terça-feira (19), em um banheiro localizado em um posto de combustíveis no bairro Lagoa Salgada. O suspeito foi localizado pela equipe da 2ª Companhia do 4º Batalhão da Polícia Militar (BPM), quando se preparava para fugir para Alagoas.
 O suspeito, que já responde a processos por violência doméstica, confessou a autoria do crime. Pelo que foi esclarecido, o casal não tem residência fixa e vivia em situação de rua,em cidades do sertão de Sergipe e Alagoas. Nesta terça-feira, Manoel Messias e Mayra bebiam e usavam crack, quando houve um desentendimento relacionado a ciúmes. O ex-presidiário teria usado um lençol para estrangular a companheira e abandonou o corpo em um banheiro.
 Populares estranharam a movimentação e acionaram a PM. A princípio, a denúncia era de que se tratava de um homicídio seguido de suicídio, mas quando a equipe da 2ª Companhia do 4º BPM chegou ao local verificou que se tratava de um assassinato. Com o auxílio da comunidade, que passou informações sobre o suspeito, os militares detiveram Manoel Messias em um ponto de ônibus em Gararu. O suspeito pretendia embarcar em um veículo até Propriá e de lá seguir para Alagoas.
 O ex-presidiário foi encaminhado à Delegacia de Porto da Folha, onde foi autuado por feminicídio e depois transferido para carceragem da Delegacia Regional de Propriá.

Da redação, AJN1

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano