O aumento do volume das águas do Rio Sergipe, que margeia o município de Riachuelo, deixou ao menos 12 casas ilhadas nesta quarta-feira, 24. Segundo a Defesa Civil Estadual, algumas pessoas que estavam ilhadas foram alojadas na casa de amigos e parentes por medidas de precaução.
 “No momento, nós analisamos dois pontos de risco. Um na Rua do Caixão e outro numa região conhecida como Sítio do Meio, onde as pessoas se encontravam ilhadas”, informa o capitão Alysson de Carvalho, Secretário Executivo da Defesa Civil Estadual.
 Ainda segundo ele, a prefeitura de Riachuelo já disponibilizou embarcações, a exemplo de canoas, para levar os moradores a locais seguros. “Na rua do Caixão, nós tivemos 7 famílias que foram desalojadas por motivos de segurança, embora as casas não tenham sido danificadas”, afirma. “Nós estaremos prestando toda a ajuda necessária a essas famílias”, salienta.
 Apesar dessa situação, o capitão afirma que o cenário está se mostrando bem diferente daquele que foi registrado no ano passado. “Mas mesmo assim estamos atentos para atender a população caso algo ocorra de maneira semelhante ao acontecido em 2019”, afirma.
 Como esses alagamentos já são uma situação recorrente na localidade, o capitão afirma que as equipes da Defesa Civil já têm um plano de resposta padrão. “A maioria dessas famílias vive às margens do rio. Então, é preciso um plano de estrutura para retirar essas pessoas que vivem à beira de rio”, completa.

Por: João Paulo Schneider e Verlane Estácio


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem