A negociação da polícia com seis internos, que ainda mantêm cinco pessoas reféns, no Complexo Penitenciário Advogado Jacinto Filho (Compajaf), em Aracaju, ainda está em andamento. Inicialmente sete pessoas estavam em poder dos presos, mas duas foram liberadas no final da manhã desta terça-feira (11).

 Segundo o secretário executivo do Departamento do Sistema Prisional (Desipe), coronel, Reinaldo Chaves, o motim começou, por volta das 8h30 da manhã quando os internos fizeram reféns sete pessoas na área da enfermaria do presídio.

 No final da manhã, dois reféns foram liberados. “Os dois reféns liberados, são funcionários terceirizados, e estavam com ferimentos leves. Foram atendidos pelo Samu e levados ao Hospital de Urgência de Sergipe”, disse o secretário do Desipe, que dialogou com os internos para liberar os reféns.

 O secretário informou que eles estão armados com armas brancas e querem deixar a unidade. "Eles querem a transferência para outra unidade prisional. Dizem que aqui não têm convivência", contou.

 De acordo com a Secretaria da Justiça, Trabalho e Defesa do Consumidor (Sejuc), equipes do Grupo de Operações Penais Especiais (Gope), do Comando de Operações Especiais (COE) e do Batalhão de Choque da PM estão em negociação com os presos. O restante da população carcerária do Compajaf foi isolado nos pavilhões e não tem acesso à área da ocorrência.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano