SÃO PAULO – O Ibovespa Futuro abre em leve alta nesta sexta-feira (11) seguindo a recuperação do pré-market dos Estados Unidos apesar da situação mais tensa na União Europeia. Ontem, o bloco ameaçou uma ação legal caso o Reino Unido não mude o projeto de lei que permite violar parte do acordo de Brexit.

 Entre os indicadores nacionais, o volume de serviços brasileiro cresceu 2,6% em julho na comparação com junho, caindo 11,9% em relação ao mesmo mês do ano passado. O dado anual veio pior que a mediana das projeções dos economistas compilada no consenso Bloomberg, que apontava para queda de 10,1%.

 Às 09h12 (horário de Brasília) o contrato futuro do Ibovespa para outubro tinha alta de 1,02%, aos 99.355 pontos.

 Enquanto isso, o dólar comercial cai 0,86% a R$ 5,2729 na compra e a R$ 5,2741 na venda. O dólar futuro para outubro tem queda de 0,86%, a R$ 5,279. Cabe destacar que, em live na véspera,  o presidente Jair Bolsonaro afirmou que mantém conversas com ministros e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, para entender os motivos da alta do dólar ante o real e se algo pode ser feito para atenuar o movimento.

 No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 tem baixa de um ponto-base a 2,82%, o DI para janeiro de 2023 opera estável a 4,08%, o DI para janeiro de 2025 cai um ponto-base a 5,95% e o DI para janeiro de 2027 varia negativamente um ponto-base a 6,93%.

 Continua no Brasil o debate sobre a alta dos preços dos alimentos. Ontem, o Ministério da Economia enviou ao Ministério da Justiça um ofício questionando a decisão de notificar os setores de varejo e produção de alimentos sobre a alta dos preços. A resposta deve ser dada no prazo de cinco dias.

 Depois do arroz, notícias apontam que o governo avalia zerar a tarifa de importação da soja para conter a alta nos preços.

Alta dos alimentos

 Depois de o Ministério da Justiça ter notificado a Associação Brasileira de Supermercados e representantes de produtores de alimentos sobre a alta dos preços, o Ministério da Economia mostrou sua insatisfação com a medida. Ontem, a pasta enviou ao Ministério da Justiça um ofício questionando a decisão de notificar os setores. A resposta deve ser dada no prazo de cinco dias.

 De acordo com a Folha de S.Paulo, o ofício pede que não ocorra controle de preços ou incompatibilidade com os princípios da economia de mercado. A atitude do Ministério da Justiça surpreendeu o Ministério da Economia e também o Ministério da Agricultura, que defendiam o controle de preços por meio da abertura das importações.

 Já sobre a vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford contra a Covid, foi noticiado que a voluntária dos testes que desenvolveu sintomas de um distúrbio neurológico não integrava o grupo de placebo, ou seja, estava recebendo a vacina experimental. Ela teve alta na quarta-feira e passa bem.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano