Nesta segunda-feira, 21, em audiência de custódia, o sargento Matias que matou o soldado Rondinelli, alegou insanidade mental e foi solto.

 O juiz plantonista determinou sua internação em clínica para tratar do alcoolismo e seu afastamento das funções na Polícia Militar.

 Colegas do sargento disseram na manhã de hoje que o policial não podia beber, mas ingeriu bebida alcoólica e surtou.

 Ne Notícias 

 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano