Nas eleições municipais 2020 o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu 257 registros de candidaturas para os cargos de prefeitos nos 75 municípios sergipanos.  Desse montante, apenas 45 foram registros de mulheres candidatas às prefeituras do estado, o que representa pouco mais de 17%.

 No primeiro turno das eleições municipais 2020 realizada o último dia 15 de novembro, 74 prefeitos e prefeitas foram eleitos para administrar os municípios sergipanos pelos próximos quatro anos. Desse total, 13 prefeituras terão mulheres à frente da gestão municipal, ou seja, 17,6%. Os homens ainda são a maioria na política com 61 prefeitos eleitos, o que representa 82,4%.

 Em 2016 o número de mulheres eleitas prefeitas foi ainda menor em Sergipe, apenas 10 mulheres conseguiram se eleger nos 75 municípios sergipanos. Um percentual de 13,33% contra 86,67% de prefeitos eleitos homens.

 Em Aracaju haverá segundo turno nas eleições municipais de 2020. Concorrem ao cargo a delegada Danielle Garcia (Cidadania) e o atual prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) que disputa a reeleição.

Câmara de Vereadores

 Em Aracaju, a Câmara de Vereadores terá a partir de 2021 quatro mulheres (16,66%) ocupando uma cadeira no plenário, inclusive, a primeira mulher transexual eleita como vereadora de Aracaju, o dobro de vereadoras eleitas em 2016.

Os homens continuam dominando o quadro de vereadores com 20 parlamentares eleitos em Aracaju.

Conheça as prefeitas eleitas em Sergipe:

Capela – Silvany (PSC)

Japaratuba – Lara Moura (PSC)

Lagarto – Hilda Ribeiro (Solidariedade)

Monte Alegre de Sergipe – Nena de Luciano (PP)

Riachão do Dantas – Simone de Dona Raimunda (PSD)

São Francisco – Alba de Ailton (MDB)

Carmópolis – Esmeralda (PSD)

Cedro de São João – Layana Costa (DEM)

Divina Pastora – Clara Rollemberg (PP)

Nossa Senhora Aparecida – Jeane da Farmácia (PL)

Nossa Senhora da Glória – Luana Oliveira (PSD)

Pacatuba – Manuella Martins (PSC)

Pedrinhas – France de Domingos (PSB)

Por Karla Pinheiro

 

 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano