A partir de hoje, 07, o gás de cozinha estará 6% mais caro. Segundo anunciado pela Petrobrás, um novo reajuste passou a valer nesta quinta-feira, no Brasil. O percentual corresponde a um aumento de R$ 2,05 no preço do GLP nas refinarias.

 Segundo o proprietário de uma revendedora de gás na Barra dos Coqueiros, Valter César, com o aumento, o valor do GLP passará para aproximadamente R$ 85 à vista e até R$ 90 no cartão de crédito. Para ele, esse pode ser um reflexo do que virá para o ano de 2021, já que em 2020 foram mais de 10 aumentos de gás durante o ano.

 “O ano mal começou, hoje é sete de janeiro, e já amanhecemos com aumento no preço do gás. E esse aumento de 6% é o valor na refinaria. Como vem para as distribuidoras, até chegar para a gente, revendedor, não é só 6%, chega mais do que isso. Se o aumento é R$ 2,05 na refinaria, que vai para a distribuidora, e depois para a revenda, vai ficar mais de R$ 5 reais mais caro”, afirma Valter.

 De acordo com a Petrobrás, os preços de GLP tem como referência o valor de paridade de importação, formado pelo valor do produto no mercado internacional, mais os custos que importadores teriam, como frete de navios, taxas portuárias e demais custos internos de transporte para cada ponto de fornecimento, também sendo influenciado pela taxa de câmbio.

 Ainda conforme a estatal, desde novembro de 2019 os preços de GLP foram igualados para os segmentos residenciais e industrial/comercial, e que o produto é vendido à granel para as distribuidoras. Com isso, as distribuidoras são as responsáveis pelo envase em diferentes tipos de botijão e, junto com as revendas, são responsáveis pelos preços ao consumidor final.

|Da redação do JC Online

||Foto: André Moreira 


 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano