Inspirado e motivado pela sensibilidade de Dona Bebé, Pe. Isaías pretende ao contar a sua história chamar a atenção da sociedade e assim mostrar a vida das pessoas mais pobres, sob a ótica do amor e compaixão, sentimentos muito presentes em Genésia Fontes. “O filme terá as primeiras cenas gravadas neste domingo dia 21/02, na comunidade de Palmares Riachão do Dantas.

 Mais de 200 pessoas entre personagens e figurinistas participarão do longa-metragem. No filme Dona Bebé será interpretada por Geny Carvalho, na sua 4ª e última fase, 90% das gravações será feita no município de Riachão.

 Genésia Fontes nasceu em 22 de setembro de 1890, na cidade de Riachão do Dantas, Sergipe. De família simples, já em sua juventude demonstrou interesse, dedicando-se aos cuidados e educação de crianças e adolescentes de classe baixa e órfãos. “Dona Bebé era bem pequena em estatura, mas uma gigante nas virtudes [...]”.

 Segundo Pe. Isaías, a ação de Bebé, motivada pelo evangelho, fez com que atraísse várias pessoas para contribuir. “O oratório que ela fundou inspirado em São João Bosco Salesiano é um espaço de inclusão social, educativo”. O Oratório Festivo São João Bosco desenvolve atividades sociais, culturais, esportivas e artísticas voltada ao público mais jovem, e possui capacidade para atender 65 crianças. Um dos grandes desejos de Dona Bebé era ter sido uma irmã salesiana, mas não chegou a ser.

 Sobre o Filme: 

 As falas foram escritas por: Alberto Jorge, o roteiro foi baseado no livro do Padre Isaías, Diretor do longa-metragem: David Kleiton e Produção: Geny Carvalho. 

Padre Isaias Nascimento
 Nasceu em Riachão do Dantas (SE), mas migrou para a capital, Aracaju (SE). Faz parte do clero da Diocese de Propriá, é pároco da paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Povoado São Miguel, em Propriá. Mestre em ciências da Religião, pela Universidade Católica de Pernambuco. É autor dos livros ‘Dom Távora, o Bispo dos Operários’; ‘Um homem além do seu tempo’; ‘Seu Isaías Seleiro do Riachão, suas quatro esposas e seus quarenta e três filhos’ e ‘Dom Brandão, um pastor com cheiro de ovelhas’.

 

 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano