Após o Estado da Bahia confirmar a transmissão comunitária da variante britânica do coronavírus, nomeada de B.1.1.7, o Governo de Sergipe já estuda medidas para evitar que a nova variante se propague também em terras sergipanas.

 Uma das possibilidades que já está sendo discutida é a instalação de barreiras sanitárias na divisa com a Bahia, conforme noticiou o Jornal do Estado da TV Atalaia, nesta quinta-feira, 18.

 A preocupação com a nova variante é que nos estudos iniciais, ele já se apresenta como um vírus com maior taxa de contaminação. O coordenador da Força Tarefa contra a Covid-19, o professor Lysandro Borges, afirmou que a instalação de barreiras sanitárias são medidas necessárias e que devem ser adotadas o quanto antes.

 Apesar do alerta, a previsão é que o governador só coloque o assunto em pauta na próxima quinta-feira, 25.

 O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) já está fazendo o monitoramento laboratorial, enviando amostras de pacientes sergipanos aos institutos de referência, para detectar eventuais variantes do coronavírus em Sergipe. Até o momento já foram identificadas oito cepas do coronavírus no Estado.

 

 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano