O jornalista e empresário do setor de eventos Fládson Amazonas Vieira de Melo, conhecido como Rambinho, morreu nesse sábado (20), vítima da Covid-19. No mesmo dia, o pai dele, Edson Vieira de Melo, também morreu com a doença.

 Os dois estavam internados já há alguns dias. Seu Edson, que já havia tomado a primeira dose da vacina, morreu à tarde, e Rambinho à noite.

 Fládson Rambinho trilhou uma história de sucesso no jornalismo social sergipano nas décadas de 80 e 90, quando distribuía gratuitamente o jornal Reciclagem, que trazia informações sobre festas e eventos que aconteciam no estado. Atualmente era proprietário de uma empresa no ramo de locações de equipamentos e toldos para eventos.

 Recentemente, Rambinho criou um perfil no Instagram, o qual ele dizia se tratar de um “álbum virtual das décadas 80, 90 e 00”, onde postava recortes antigos do jornal, com recordações de festas e eventos que marcaram época, como o Pré-caju.

 Em fevereiro, Fladson participou de um especial sobre carnavais, realizado pela TV Atalaia, gravado no Museu da Gente Sergipana, ao lado do empresário e vereador de Aracaju Fabiano Oliveira.

 Por conta dos protocolos de segurança sanitária, não houve velório. O sepultamento de pai e filho aconteceu às 11h, deste domingo (21), no cemitério São Benedito, em Aracaju.

 f5

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano