Os números apontam não deixam dúvidas de que a pandemia da Covid-19 está em alta e a crise econômica também. Centenas de pessoas não conseguiram receber as parcelas do auxílio emergencial, que foram propostas pelo governo federal para amenizar a situação.

 Além disso, insensível à situação vivida pelas famílias mais carentes do município, a secretaria de Assistência Social não possui programa de distribuição de cestas básicas. Para piorar ainda mais a situação, a Secretaria de Educação também não distribui itens da merenda escolar, mesmo tendo cerca de R$ 200 mil em recurso do Governo Federal para esta finalidade.

 Em razão disso, o vereador Neguita fez uma indicação ao Poder Executivo Municipal para a criação do “Auxílio Municipal”, que será um socorro às famílias de baixa renda, dispondo cotas mensais para a população hipossuficiente no valor máximo de R$ 200.


Por Gerliano Brito


 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano