Circula nas redes sociais áudios vários áudios de sacoleiros da Bahia que compram confecções em Tobias Barreto, pedido que a feira da coruja volte a acontecer aos domingos, pois no meio da semana eles enfrentam dificuldades para se deslocarem. Um detalhe que deve ser levado em consideração é que referida feira é movimentada pelos sacoleiros da Bahia.

 Existe um movimento encabeçado por lojistas que não fazem parte diretamente da feira da coruja, os mesmos tem os seus estabelecimentos comerciais fora do conhecido miolo da feira, defendem a mudança para as quartas-feiras, a alteração de dias tem contribuído a redução da feira que na sua maior parte é composta por barraqueiros e a diminuição de sacoleiros que vem comprar os produtos.

Surgimento

 A feira local surgiu na década de 70, e se destacou através da venda de confecções e bordados, as mulheres saíam dos seus povoados para vender artigos de artesanato no município de Tobias Barreto, isso atraiu a atenção dos baianos que passaram a frequentar a cidade para comprá-los. Foi neste contexto que nasceu a Feira da Coruja, em 1986, que assim é chamada por ser realizada durante a madrugada de domingo para segunda-feira, onde são comercializados artigos de cama, mesa, banho, vestuário adulto e infantil e os artesanatos, tradicionalmente importantes para cidade, os quais obtêm seu maior foco no bordado, pintura em tecido e a cerâmica.

 

   

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano