Muita gente não sabe, os trabalhadores rurais interessados em se aposentar não precisam mais recorrer aos sindicatos para obter a declaração de atividade rural, documento necessário para dar entrada no pedido.

 Alguns sindicatos rurais se aproveitam da falta de informação dos trabalhadores, e exigem que eles paguem valores absurdos referente as parcelas retroativas o que configura uma prática criminosa.

 Desde 2018, existe o MEU INSS. Essa plataforma tem o objetivo de facilitar ao segurado o pedido de inúmeros benefícios e até mesmo aposentadoria. Ele pode ser acessado tanto pelo site como pelos aplicativos disponíveis da PlayStore ou AppStore.

 Para o segurado que tem toda a documentação em mãos, organizada e completa, realizar a solicitação pela plataforma pode facilitar a vida desse trabalhador. Porém, não realizar o procedimento de forma correta pode trazer algumas dores de cabeça e, em alguns casos, até mesmo ter que solicitar novamente o benefício junto ao INSS.

 Se continuar acompanhando este artigo, ensinaremos a você o passo a passo sobre como pedir a aposentadoria pela internet.

*O trabalhador rural aposenta com 60 anos e a mulher com 55.

COMO PEDIR A APOSENTADORIA PELA INTERNET: MEU INSS

Antes de aprender como pedir aposentadoria pela internet pelo MEU INSS, é preciso realizar alguns procedimentos. O primeiro diz respeito ao cadastro na plataforma. Se você ainda não tem o seu, indicamos a leitura do artigo sobre como criar um cadastro no MEU INSS.

DOCUMENTOS IMPORTANTES:

Contrato individual de trabalho ou CTPS;

Contrato de arrendamento, parceria ou comodato rural;

Registro de imóvel rural;

Comprovante de cadastro do INCRA;

Bloco de notas do produtor rural;

Notas fiscais de entrada de mercadorias;

Documentos fiscais relativos a entrega de produção rural à cooperativa agrícola com indicação do segurado como vendedor ou consignante;

Atestado de profissão do prontuário de identidade, com identificação da sua profissão ou de seus pais como lavrador ou agricultor;

Certidão de nascimento dos seus irmãos, que nasceram no meio rural, com identificação da profissão de seus pais como lavrador ou agricultor;

Certidão de casamento com identificação da sua profissão como lavrador, se você casou ainda no meio rural;

Histórico escolar do período em que estudou na área rural, com indicação da profissão de seus pais como lavrador ou agricultor;

Certificado de reservista, com identificação da sua profissão ou de seus pais como lavrador ou agricultor.

É importante tentar juntar documentos de todos os anos que você trabalhou no meio rural.

Quanto mais documentos (e documentos de mais anos você tiver), mais chances de conseguir reconhecer este tempo.

 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano