Desde segunda-feira, 28, o movimento "Sleeping Gigants Brasil" realiza uma série de mobilizações nas redes sociais questionando empresas que apoiam o programa Alerta Amazonas, da Rede/TV, apresentado por Sikêra Jr, e se elas compactuam com o discurso critico pregado por ele. 

 Assim, o custo da série de ataques promovida pelo apresentador Sikêra Jr começa a aparecer nas contas da Rede/TV, que já perdeu pelo menos seis parceiros comerciais. Mobilização teve início após o mais recente caso de homofobia por parte do apresentador que na última sexta-feira, 25, que se referiu a gays e lésbicas como "raça desgraçada" ao comentar sobre a campanha sobre diversidade feita pela rede de fast-food Burgur King.

 Forte aliado do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), Sikêra Jr compartilha de discurso citicos diante de pautas sociais e de temas como igualdade de gênero e orientação sexual. Durante apresentação de seu programa, Sikêra já chegou a mencionar que não saberia o que fazer caso tivesse um filho membro da comunidade LGBTQIA.
Com histórico de ataques, ofensas, discriminação e até mesmo ameaças, o Ministério Público Federal entrou com uma ação judicial contra o apresentador e a emissora, solicitando uma multa de R$ 10 milhões por danos morais coletivos. A entidade pontua que as ações de ambos foram discriminatórias e preconceituosas e geraram danos para toda comunidade LGBTQIA+. 

 Retiraram patrocínios e pontuaram não concordar com os cometarios feitos por Sikêra e a omissão da Rede/TV diante dos fatos recorrentes: Hapvida, TIM, MRV, Magazine Luiza, Kicaldo Alimentos e Novo Mundo. As marcas declararam que não patrocinam mais o programa apresentado por Sikêra e nem estabelecem qualquer relação comercial com a Rede/TV. 

 

 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano