Policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e da Divisão de Inteligência (Dipol) de Sergipe prenderam em flagrante, nesta segunda-feira (21), um homem suspeito de vender pornografia envolvendo menores de idade através de aplicativos de mensagens. Os preços variavam de acordo com o tipo de arquivo e os pagamentos eram feitos por meios digitais.

 De acordo com as investigações, Alexandre Antônio de Souza Menezes trabalhava com a venda de planos de internet e estava vendendo conteúdos de exploração sexual infantojuvenil por meio de aplicativos de mensagens. No momento da prisão, o suspeito estava com o aparelho celular que usava para armazenar e compartilhar o conteúdo ilegal destinado à venda dos "pacotes de pedofilia". 

 “Segundo ele, após encontrar um possível cliente, o indivíduo oferecia o envio de conteúdo de pornografia envolvendo menores de idade mediante pagamento”, informou a polícia.

 O homem confessou o crime, afirmando que vendia tais conteúdos por meio de aplicativos como WhatsApp e Telegram. O aparelho foi apreendido e imediatamente encaminhado para perícia, enquanto Alexandre foi preso em flagrante pelos delitos de armazenamento e compartilhamento de conteúdo pornografico de exploração sexual infantojuvenil.

 Ainda de acordo com a polícia, não foi identificado o envolvimento de Alexandre em crimes anteriores, no entanto, a investigação demonstra que ele praticava tais ações há tempo. As investigações continuam com o objetivo de identificar outros possíveis envolvidos, a exemplo dos consumidores do conteúdo pornográfico ofertado pelo indivíduo. 
 

Edição de texto: Monica Pinto

 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano