A Argentina derrotou o Brasil por 1 a 0, hoje (10), no Maracanã, e foi campeã da Copa América. O gol foi marcado por Ángel Di Maria aos 21 minutos do primeiro tempo, em falha de Renan Lodi. Foi o primeiro título relevante do astro Lionel Messi pela equipe principal de seu país, um feito perseguido há muito tempo, e encerrou um jejum dos argentinos de 28 anos sem taças.

 A seleção brasileira não sofria uma derrota desde novembro de 2019, quando perdeu justamente para os argentinos em um amistoso na Arábia Saudita - foram 603 dias e 13 dias de espera. Em jogos oficiais, os números são ainda maiores e remontam para julho do ano anterior, na fatídica Copa do Mundo, contra a Bélgica. Outro dado que reforça o tamanho da vitória dos argentinos é que o Brasil não perdia em casa desde 2014.

 Escalado mais uma vez como falso 9, mas com liberdade para flutuar dos dois lados e buscar a bola no meio-campo, Neymar foi o jogador mais criativo da seleção brasileira no Maracanã. Empilhou dribles e movimentações que deram vantagem ao ataque, mas o desempenho irregular dos companheiros do setor atrapalhou. Encerra a Copa América como o maior nome do Brasil, mas não o suficiente para ser campeão.
 

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipano